Goalball

Por: Beatriz Matias Avelino do Bonfim (técnica de Goalball)

 

Como é disputado

O goalball é uma modalidade esportiva, que dentre todas voltadas para pessoas com deficiência, não foi adaptada de outro esporte e sim criada, sendo assim a única genuinamente Paralímpica.

O Goalball é uma modalidade exclusiva para deficientes visuais (cegos e baixa visão), em que todos os jogadores devem utilizar uma venda (máscara) para que nenhum jogador fique em desvantagem, já que podem jogar juntos os que nada veem e os que possuem pouca visão.

 

Cada equipe possui três atletas, com mais três reservas. Uma bola, que tem 76 cm de diâmetro e pesa 1,25 kg e com um guizo em seu interior é lançada de um lado da quadra para o outro, no qual a equipe que marcar o maior número de gols vence. Se a diferença de gols chegar a 10 (10x0, 11x1 e assim por diante) encerra-se a partida. A quadra tem as mesmas dimensões da de vôlei (9m de largura por 18m de comprimento), a baliza (trave) tem 9m de largura por 1,30m de altura e todas as linhas da quadra são feitas com um barbante e uma fita por cima do mesmo, deixando todo o espaço de jogo tátil (em alto relevo para melhor percepção do espaço, pois todos estão vendados).

As partidas são realizadas em dois tempos de 12 minutos, com 3 minutos de intervalo. Os atletas são, ao mesmo tempo, arremessadores e defensores. O arremesso deve ser rasteiro ou tocar pelo menos uma vez nas áreas obrigatórias. O goalball é disputado em duas categorias: feminina e masculina, ambas estão no programa Paralímpico e Mundial.
 
O goalball é um esporte baseado nas percepções tátil e auditiva, por isso não pode haver barulho no ginásio durante a partida, exceto no momento entre o gol e o reinício do jogo e nas paradas oficiais. Além disso, em toda partida de goalball, os comandos da arbitragem são realizados na língua inglesa de forma padrão para facilitar o entendimento do jogo  por todos os atletas em qualquer parte do mundo.

 

Quem pode praticar?

 

Deficientes visuais.

 

A classificação na modalidade

Essa é uma modalidade apenas para Deficientes visuais. Existem três classes esportivas, de acordo com a classificação oftalmológica (nível de deficiência visual) indicadas pela letra B, de blind, que em inglês, significa cego. Sendo assim, são divididos em:
 
•    B1 – Os atletas são totalmente cegos e não possuem percepção de luz em qualquer um dos olhos, ou se a tem, não conseguem fazer a distinção do formato de uma mão a qualquer distância ou direção.
•    B2 – Os jogadores conseguem perceber vultos e conseguem reconhecer o formato de uma mão, até a acuidade visual de 2/60 e/ou campo visual menor que 5 graus.
•    B3 – Nesta classe os jogadores conseguem fazer a definição das imagens. A acuidade visual de 2/60 a 6/60 e/ou campo visual maior que cinco graus e menor que 20 graus.

Apesar da classificação, todos os atletas jogam juntos e vendados. Podendo ter em quadra, um de cada classe, todos da mesma classe e assim por diante sem distinção. 

A modalidade no Brasil

 

O goalball é gerido nacionalmente pela Confederação Brasileira de Deporto de Deficientes Visuais (CBDV). Mais informações em www.cbdv.org.br.

 

O Goalball Brasileiro nos Jogos Paralímpicos

 

0 ouro

1 prata

1 bronze

Regras Oficiais (em inglês) - clique aqui
Descrição da Modalidade

Gasto Calórico

Impacto

Contato entre Competidores

© Copyright 2020 Paratleta.com.br. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Ícone cinza LinkedIn