© Copyright 2019 paratleta.com.br. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

Bocha

Por: Claudio Diehl (classificador de Bocha)

 

Como é disputada

 

O jogo da Bocha é derivado do antigo jogo italiano de bocha e semelhante ao jogo de bocha francês, petanca. Acredita-se que tenha se desenvolvido a partir de um jogo na Grécia em que grandes pedras foram atiradas em um alvo. Jogos semelhantes foram jogados na Idade Média e no Egito Antigo.

Desde então, o jogo foi desenvolvido especificamente para atletas com altos níveis de deficiência. Inicialmente foi desenvolvido para aqueles que convivem com paralisia cerebral, porém agora é praticado por atletas com qualquer tipo de comprometimento neurológico que afeta sua função motora. A Bocha foi introduzida no Reino Unido no início de 1980 sendo organizada em todo o mundo pela CP-ISRA (Associação Internacional de Esportes e Recreação de Paralisia Cerebral). Hoje em dia a Bocha é desenvolvida pela BISFED (Federação Internacional de Bocha), mundialmente.

São 13 bolas, sendo seis azuis, seis vermelhas e uma branca, todas são confeccionadas com fibra sintética e pesam cerca de 280g. O objetivo é aproximar o maior número de bolas coloridas da bola branca, que, é conhecida como Jack, em uma quadra de 12m de comprimento por 6m de largura.

 

A bocha é um esporte que não tem equivalente em Jogos Olímpicos, visto que este esporte é indicado para atender atletas com deficiências severas.

 

Quem pode praticar?

 

Amputadosparalisados cerebraislesados medulares, entre outras deficiências físicas.

 

A classificação na modalidade

Atletas que apresentem grande grau de dificuldade motora (severa), nos quatros membros e tronco (tetraplégicos) estão aptos a competir na Bocha.

Os atletas são divididos em quatro classes, de acordo com o grau da deficiência do atleta:

  • BC1 - Destinada apenas para atletas com Paralisia Cerebral, que podem jogar com as mãos ou com os pés e podem ter um auxiliar para entregar a bola. Apresentam grande nível de comprometimento, com dificuldades em segurar a bola e mexer na cadeira, precisando para isto de um auxiliar.

  • BC2 - Destinada a atletas com Paralisia Cerebral, porém com mais função. Já conseguem segurar e lançar a bola por conta própria, manuseia a própria cadeira, portanto, sem a necessidade de um auxiliar.

 

  • BC3 - Destinada a atletas com Paralisia Cerebral ou outra deficiência, como por exemplo, Distrofia Muscular, Lesão Medular, Amputações Severas, Poliomielite e que apresentem um grau de dificuldade motora elevada. Não conseguem, ou apresentam grande dificuldade para segurar e lançar a bola e de mexer na cadeira. A diferença entre as classes BC1 e BC3 é que na BC3 o atleta utiliza além do auxiliar para entregar a bola e mexer na cadeira, também utiliza uma “calha” ou rampa para a bola deslizar e atingir o alvo.

  • BC4 - Destinada apenas a atletas sem Paralisia cerebral, mas que apresentem outras deficiências, como as citadas a cima, e que consigam, segurar e lançar as bolas de forma independente, sem auxiliar, assim como conseguem mexer na cadeira por conta própria.

A modalidade no Brasil

 

A bocha é gerida nacionalmente pela Associação Nacional de Desporto para Deficientes (ANDE). Mais informações em www.ande.org.br.

 

A Bocha Brasileira nos Jogos Paralímpicos

 

6 ouros

1 prata

2 bronzes

Regras Oficiais (em inglês) - clique aqui

Descrição da Modalidade

Gasto Calórico

Impacto

Contato entre Competidores