© Copyright 2019 paratleta.com.br. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

Deficiência Visual

 

Existem vários esportes para deficientes visuais. Muitos deles apresentados no site, como Atletismo, Natação, Ciclismo, Remo, e alguns específicos para deficientes visuais como o Goalball e Futebol de 5

 

Para quem acha que se enquadra nesse grupo é bom saber algumas informações, pois existem diversas pessoas que necessitam de correções ópticas, como o uso de óculos ou lentes de contato, mas isso não significa que essa pessoa possa ser considerada elegível para competir esportivamente como um Deficientes Visual. Outro exemplo é uma pessoa que perde um dos globos oculares. Ela talvez seja considerada deficiente visual legalmente (à critérios de governo ou cotas) mas não necessariamente no esporte, pois caso esporte paralímpico considera a "melhor visão do melhor olho", e não a "pior visão do pior olho". 

 

Dentro do desporto para deficientes visuais há três classes, descritas abaixo:

 

  • B1 – Cego total: de nenhuma percepção luminosa em ambos os olhos, e pode até a percepção de luz, mas com incapacidade de reconhecer o formato de uma mão a qualquer distância ou direção. Nos testes apresenta uma marca abaixo de logMAR 2,6 

  • B2 – Jogadores já têm a percepção de vultos. inicia da capacidade em reconhecer a forma de uma mão. Nos testes apresenta a marca de 20/625 ((logMAR 1,5) a 20/800  (logMAR 2,6) e/ou campo visual menor que 10º de diâmetro

  • B3 – Os jogadores já conseguem definir imagens. Nos testes apresentam a marca de 20/200 (logMAR 1,0) a 20/500  (logMAR 1,4) e/ou campo visual menor que 40º de diâmetro (entre 10º e 40º)

 

Antes de participar de uma competição paralímpica você terá que passar por uma Classificação (avaliação) que possui dia e horário específico para acontecer e assim definir se você se encaixa em alguma dessas classes acima. Essa avaliação consiste em um processo dividido em duas etapas:

 

1- Analise de documentos médicos:

Assim que for decidido o dia em que haverá a classificação, você deve estar preparado e se apresentar no horário portando todos seus documentos. Ela será conduzida por profissionais capacitados para essa função (no caso da classificação visual, médicos oftalmologistas ou optometristas - a depender da parte do mundo). Para essa avaliação é necessário levar todos os documentos médicos pertinentes ao seu caso (sobre a deficiência visual), que o seu médico pessoal fornecerá. Por exemplo, caso você tenha alguma patologia que limite o seu campo visual, é necessário levar um exame de Campimetria para a classificação, ou se a sua patologia é no nervo óptico, algum exame referente exatamente a sua exata patologia que seja possível demonstrar essa perda de visão como o OCT, por exemplo. Além desses documentos é necessário que o seu médico preencha um formulário. Esse formulário é fornecido no site da competição e é muito importante para que sua avaliação seja conduzida perfeitamente. Essa consulta com seu médico pessoal também deve ter no máximo até 1 ano da data da classificação.

 

 

2- Testes:

Esses testes serão feitos no momento da avaliação, para que seja possível indicar qual a classe para cada pessoa competir em igualdade com os demais atletas. Todos são indolores.

Os testes são para medir a acuidade visual, correlacionar com a patologia que levou a baixa visão, e assim finalizar o processo fornecendo uma classe ao atleta para que ele possa competir.

 

O paratleta.com.br indica os esportes no qual você pode praticar no nível de iniciação. Para que possa competir em alto nível, você deverá passar por um processo de classificação funcional

 

1/1