© Copyright 2019 paratleta.com.br. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

Futebol em Cadeira de Rodas

 

Como é disputado

 

Também conhecido como Power Soccer, a modalidade é disputada em uma quadra do tamanho de uma de basquete (14-18m x 25-30m), e é composta por duas equipes com quatro atletas cada, sendo um deles o goleiro. A disputa tem dois tempos de 20 minutos, e não há divisão de gêneros, podendo homens e mulheres competirem juntos. A bola tem um diâmetro de 32,5cm, sendo uma vez e meia o tamanho de uma bola de futebol convencional.

Neste esporte há o uso de cadeira de rodas motorizada, e a habilidade no uso do joystick de controle da cadeira é muito importante na modalidade. Além disso, a cadeira de rodas motorizada conta com um footguard, usada para passes e dribles.

 

Na classificação funcional, somente atletas com comprometimentos graves são elegíveis para competir. Caso um atleta consiga fazer uso de uma cadeira de rodas manual para competir esportivamente, ou mesmo possa ficar de pé e/ou andar, este não será elegível para o Futebol em Cadeira de Rodas, diferentemente de outras modalidades em cadeira de rodas, como o Basquete em Cadeira de Rodas, o Tênis em Cadeira de Rodas ou o Rugby, por exemplo.

 

Quem pode praticar?

 

Amputadosparalisados cerebraislesados medulares, entre outras deficiências físicas.

 

A modalidade no Brasil

 

O futebol em cadeira de rodas é gerido nacionalmente pela Associação Brasileira de Futebol em Cadeira de Rodas. Mais informações em www.abfc.org.br.

 

O Futebol em Cadeira de Rodas Brasileiro nos Jogos Paralímpicos

A modalidade não faz parte do programa dos Jogos Paralímpicos. 

Regras Oficiais - clique aqui

Descrição da Modalidade

Gasto Calórico

Impacto

Contato entre Competidores