Futebol em Cadeira de Rodas

Por: Hanna Kwitko (classificadora internacional de Futebol em Cadeira de Rodas)

Como é disputado

 

Também conhecido como Power Soccer, a modalidade é disputada em uma quadra do tamanho de uma de basquete (14-18m x 25-30m), e é composta por duas equipes com quatro atletas cada, sendo um deles o goleiro. A disputa tem dois tempos de 20 minutos, e não há divisão de gêneros, podendo homens e mulheres competirem juntos. A bola tem um diâmetro de 32,5cm, sendo uma vez e meia o tamanho de uma bola de futebol convencional.

Neste esporte há o uso de cadeira de rodas motorizada, e a habilidade no uso do joystick de controle da cadeira é muito importante na modalidade. Além disso, a cadeira de rodas motorizada conta com um footguard (uma espécie de parachoque), usada para passes e dribles.

Existe um antidoping em relação à velocidade da cadeira, que é realizado pela arbitragem: o Speed Test. Neste teste, a velocidade máxima que uma cadeira pode alcançar durante uma partida é de 10 km/h.

Quem pode praticar?

Amputadosparalisados cerebraislesados medulares, entre outras deficiências físicas.

A classificação na modalidade

Na classificação funcional, somente atletas com comprometimentos severos são elegíveis para competir. Existem 2 classes: PF1, atletas com comprometimento severo e PF2, comprometimento moderado desde que esteja dentro na elegibilidade mínima. Durante a partida, os times só podem ter no máximo 2 atletas com classe PF2 em quadra.

 

Algumas características são consideradas durante a classificação funcional:

 

  1. O atleta consegue fazer uso de uma cadeira de rodas manual para competir esportivamente?

  2. O atleta tem a funcionalidade de andar ou correr a ponto de poder praticar outro esporte?

 

Alguns atletas que praticam outros esportes, como Bocha e Rugby em Cadeira de Rodas, dependendo da classe, podem jogar o Futebol em Cadeira de Rodas. Além disto, existem testes específicos para atletas com Paralisia Cerebral e outras condições neurológicas.

Muitos atletas, devido ao diagnóstico severo, fazem uso de microfone, respirador, espelho retrovisor, desde que estejam dentro das regras do esporte e verificados pela comissão de classificação e arbitragem.

A modalidade no Brasil

 

O futebol em cadeira de rodas é gerido nacionalmente pela Associação Brasileira de Futebol em Cadeira de Rodas. Mais informações em www.abfc.org.br.

 

O Futebol em Cadeira de Rodas Brasileiro nos Jogos Paralímpicos

A modalidade não faz parte do programa dos Jogos Paralímpicos. 

Regras Oficiais - clique aqui
Descrição da Modalidade

Gasto Calórico

Impacto

Contato entre Competidores

© Copyright 2020 Paratleta.com.br. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Ícone cinza LinkedIn